falta de ar, Myobrace, apneia do sono

Xixi na cama: por que acontece e o que fazer para evitar

Xixi na cama: por que acontece e o que fazer para evitar

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
falta de ar, Myobrace, apneia do sono

Os pais estão dormindo profundamente quando são acordados por um dos filhos dizendo que fez xixi na cama. Se isso ainda não aconteceu com você, pode ter certeza que acontecerá em breve. Afinal, a enurese noturna (perda involuntária de urina durante a noite) é algo relativamente normal e um processo comum quando estamos começando a desenvolver o controle preciso da bexiga e do sistema urinário.

No entanto, a partir do ponto em que a ocorrência do xixi na cama começa a ser algo um pouco mais comum, especialmente depois de uma idade em que a criança já tem controle do sistema urinário, pode indicar algo mais sério.

Quer entender o que causa a enurese noturna e como ajudar seu filho a parar com ela? 

Fazer xixi na cama é normal?

Em determinado momento do desenvolvimento da criança, sim, fazer xixi na cama é algo normal. O que acontece é que, com o tempo, o ser humano vai desenvolvendo maior controle sobre os seus sistemas e o seu cérebro passa a assumir vários trabalhos de maneira automática e involuntária.

No entanto, algumas funções demoram um certo tempo para serem dominadas pelo cérebro. O controle da musculatura do sistema urinário é um deles. 

Normalmente, crianças que estão na fase de transição do uso de fraldas podem fazer xixi na cama. É natural: elas ainda estão se adaptando e não têm o controle total da musculatura urinária.

Segundo os médicos, é natural que crianças de até 7 anos passem por essa situação de forma esporádica. No entanto, é ao redor dos 3 anos que as crianças já dominam melhor a musculatura urinária e o problema fica mais raro.

Dito isso, quando situações de perda involuntária de urina acontecem cerca de 2 vezes por semana com crianças acima dos 5 anos de idade, temos algo que é chamado de enurese, uma condição específica que afeta o sono dos mais novos.

A enurese, que é totalmente involuntária, é sinal de que há alguma coisa acontecendo com a criança. Portanto, é importante fazer uma investigação para iniciar o tratamento assim que possível.

Quais as causas do xixi na cama?

Existem muitas questões que podem levar à enurese nas crianças. É importante analisar cada caso para entender qual é a justificativa para cada situação em específico.

Confira abaixo as possíveis explicações físicas para o xixi na cama frequente da criança:

  • Contrações involuntárias na bexiga: contrações frequentes na bexiga da criança, expelindo a urina pelo sistema urinário sem que a criança tenha controle da situação;
  • Problemas hormonais: a deficiência de hormônios específicos pode ampliar a produção de urina durante a noite, o que causaria a incontinência urinária;
  • Infecção no trato urinário: uma infecção no trato urinário pode irritar a bexiga, tornando-a hiperativa, ou fazer alterações nos nervos que a controlam, causando a incontinência;
  • Desfralde noturno precoce: o desfralde pode ter acontecido antes da hora, quando a criança ainda não tem desenvolvimento neuropsicomotor para lidar com a situação;
  • Constipação intestinal: o “intestino preso” pode pressionar a bexiga e causar a enurese;
  • Apneia do sono: a apneia do sono está intimamente ligada à enurese. Um estudo da Força Tarefa da Sociedade Respiratória Europeia mostrou que a enurese noturna é um dos elementos que ajuda a indicar a Apneia do Sono em crianças dos 2 aos 18 anos;
  • Respiração bucal: quando respiramos pela boca, nosso corpo não consegue produzir óxido nítrico no epitélio nasal na quantidade necessária pelo organismo. Essa molécula é a responsável por aumentar os níveis de oxigênio no sangue e no cérebro. Quando o cérebro não está bem oxigenado, ele não consegue executar corretamente as suas funções, incluindo o controle da musculatura urinária. Um estudo da UNIFESP mostra justamente essa relação ao afirmar que a deficiência de óxido nítrico pode contribuir para a hiperatividade da bexiga.

Além dessas questões físicas, existem algumas questões emocionais e/ou mentais que também podem levar ao xixi na cama durante a noite. Veja algumas explicações a seguir:

  • Engatilhamento da ansiedade derivada de traumas psicológicos;
  • Eventos estressantes durante o dia (dormir fora de casa, ganhar irmão ou irmã, começar a ir para a escola, brigas dos pais durante o dia);
  • Dificuldade de acordar durante a noite.
Myobrace, xixi na cama, como parar de fazer xixi na cama, fazer xixi na cama

O que fazer para evitar o problema?

Agora que entendemos as causas da enurese, a questão que fica é: como ajudar a criança a parar de fazer xixi na cama? É possível? É claro que sim, mas não há uma única resposta certa para essa questão. Afinal de contas, são muitas causas diferentes para esse sintoma.

O curso de ação mais recomendado é levar a situação de maneira tranquila, sem aumentar a carga de estresse e ansiedade na criança. Afinal, mesmo que o problema não seja de ordem psicológica, pode passar a ser se seu filho ou filha começar a achar que essa situação é um problema muito grande para a rotina da casa.

Enquanto se trabalha o emocional da criança para que essa situação não seja traumatizante, o ideal é começar a excluir possibilidades físicas e psicológicas para tentar reduzir as possíveis explicações.

Se a situação persistir por muito tempo, é importante levar a criança a um pediatra. Ele recomendará os exames necessários para excluir as possíveis causas físicas e tentar identificar a origem da enurese. Isso permitirá o início do tratamento visando que a criança pare de fazer xixi na cama.

No entanto, caso nenhuma causa física seja identificada, então provavelmente a origem da questão seja de ordem psicológica e/ou emocional. Dessa forma, o ideal é consultar um psicólogo especializado em pacientes infantis. Ele poderá orientar qual o melhor tratamento em cada caso.

Como deu para ver, existem muitas causas para a criança fazer xixi na cama. Uma das mais comuns é a respiração bucal. Esse mau hábito dificulta a produção de óxido nítrico no nariz e a deficiência dessa molécula no organismo está diretamente ligada à hiperatividade da bexiga (o que explicaria a incontinência durante a noite). Nesse caso, a Odontologia Miofuncional pode ajudar!

Essa nova filosofia de tratamento atua na reeducação da musculatura orofacial, corrigindo hábitos negativos como a respiração bucal. Com o uso de aparelhos (criados para o uso diário por apenas algumas horas) e exercícios específicos, a criança pode respirar corretamente pelo nariz, aumentar sua produção de óxido nítrico e parar de fazer xixi na cama.

Quer saber mais sobre os riscos da respiração bucal para crianças? Então confira nosso artigo especial sobre o tema!

Acompanhe nossos canais

Receba os melhores conteúdos

Inscreva-se gratuitamente

Blog

Últimos Conteúdos