Odontopediatria: cuidando da saúde bucal dos pequenos

Odontopediatria: cuidando da saúde bucal dos pequenos

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
odontopediatria, bruxismo infantil, cirurgião-dentista infantil, odontopediatra, dor de cabeça em criança, cirurgião-dentista para criança, ortodontia pediátrica, saúde bucal, saúde bucal infantil, dentes saudáveis, distúrbios do sono infantil, Sistema Myobrace®, Myobrace® Brasil, odontologia miofuncional, dentes de leite

A Odontopediatria é a especialização da Odontologia focada na saúde bucal infantil, abordando os cuidados completos desde o nascimento até a fase da adolescência. Por isso, é uma área que tem muito impacto na qualidade de vida futura daquela criança.

Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 56% de todos os jovens do Brasil até 12 anos têm, no mínimo, uma cárie. Mais do que isso: entre 80% a 89% das crianças apresentam alguma maloclusão. A prevalência de maus hábitos miofuncionais também é altíssima.

Por isso, o trabalho da Odontopediatria é vital em garantir a saúde bucal infantil na sociedade — e pode encontrar na Odontologia Miofuncional a parceira perfeita para isso. Quer saber como? Siga a leitura do artigo abaixo com atenção!

Qual a importância da Odontopediatria na saúde bucal infantil?

A Odontopediatria é essencial na promoção e manutenção da saúde bucal infantil. Afinal de contas, a relação das crianças com dentes e todas as estruturas orofaciais (músculos e ossos) é muito diferente da relação dos adultos.

Para começar, a dentição decídua e a mista funcionam de maneira diferente da dentição permanente. Um exemplo é a presença de diastemas. Eles são normais na dentição decídua por esses dentes serem menores do que os permanentes. No entanto, já são um problema caso permaneçam após a troca de dentição.

Além disso, é durante a infância que as estruturas faciais ósseas se desenvolvem. Por isso, o acompanhamento pela Odontopediatria pode monitorar esse desenvolvimento para garantir a prevenção a maloclusões e outros problemas que possam afetar a saúde e qualidade de vida da criança no futuro.

É nesse momento em que a Odontologia Miofuncional entra em cena…

Como a Odontologia Miofuncional pode ajudar a Odontopediatria?

A Odontologia Miofuncional é uma filosofia de tratamento focada na correção de maus hábitos miofuncionais e no adequado desenvolvimento das estruturas orofaciais de forma natural. Uma vez que os maus hábitos miofuncionais são comuns tanto em adultos, quanto em crianças, essa filosofia de tratamento ajuda em casos com pacientes de todas as idades.

No entanto, é na infância em que ocorre a maior parte do desenvolvimento das estruturas faciais ósseas. Além disso, é muito comum que maus hábitos miofuncionais sejam desenvolvidos na infância e gerem consequências que, por sua vez, se transformarão em doenças sérias na vida adulta.

Por isso, um Odontopediatra que conheça e domine a Odontologia Miofuncional terá um impacto sem igual na saúde bucal (e geral) dos seus pacientes. Ele poderá identificar maus hábitos e corrigi-los antes que se desenvolvam em problemas.

Um exemplo simples é a respiração bucal. Esse mau hábito miofuncional costuma ter origem cedo na vida de uma pessoa (em alguns casos, pode até ser influência do tipo de parto) e está na origem de diversos problemas.

De um lado, o respirador bucal mantém sua boca constantemente aberta e, por isso, a língua fora de posição. Quando isso acontece na infância, a língua não consegue fazer a força que deve fazer para desenvolver a amplitude dos arcos dentários. Se os arcos não alcançam a amplitude adequada, a pessoa tem apinhamento dentário quando os dentes erupcionam.

Do outro lado, a respiração bucal afeta a quantidade de oxigênio no sangue. Isso porque 60% do Óxido Nítrico (substância que controla a quantidade de oxigênio no sangue) é produzida no epitélio nasal durante a respiração. Se o fluxo respiratório acontece pela boca e não pelo nariz, o corpo fica com deficiência de Óxido Nítrico.

Uma das consequências de ter pouco dessa substância no corpo é a Enurese Noturna em crianças. No entanto, outros problemas podem estar atrelados a essa situação. 

Outros Distúrbios Respiratórios do Sono, como apneia, ronco e bruxismo infantil também estão ligados com a respiração pela boca. Portanto, esse é um mau hábito que, se for deixado se instalar na infância e nunca for corrigido, pode acarretar problemas sérios para a saúde da pessoa.

O que mais a Odontopediatria pode tratar com a Odontologia Miofuncional?

Como a Odontologia Miofuncional tem como meta a correção de maus hábitos miofuncionais e o adequado desenvolvimento das estruturas orofaciais de forma natural, é uma ferramenta fantástica para quem é especializado em Odontopediatria.

Um profissional que combine a Odontopediatria e a Odontologia Miofuncional poderá ajudar pacientes que sofrem com:

Maloclusões

A origem das maloclusões está em maus hábitos miofuncionais e alimentares, que causam a disfunção dos tecidos moles no rosto. Por sua vez, a musculatura disfuncional não é capaz de exercer a pressão necessária para o adequado desenvolvimento das estruturas ósseas da face. Um exemplo é o posicionamento da língua e a amplitude dos arcos dentários, como já mencionamos.

No entanto, maloclusões de todas as classes podem ser causadas por uma musculatura disfuncional — que atinge esse nível por causa dos maus hábitos.

Um Odontopediatra tem em suas mãos, portanto, a oportunidade de aproveitar um período de desenvolvimento das estruturas ósseas (e, portanto, de maior maleabilidade) para corrigir os maus hábitos. Isso estimulará o adequado desenvolvimento das estruturas ósseas e prevenirá o aparecimento de maloclusões, evitando que a criança tenha de usar aparelhos fixos tradicionais no futuro (que contam com efeitos colaterais negativos, como alta taxa de recidiva e dano radicular em 100% dos casos).

Distúrbios Respiratórios do Sono

Como vimos, a respiração bucal está na origem de vários Distúrbios Respiratórios do Sono, tanto na fase infantil, quanto na vida adulta. Estamos falando de problemas como:

  • Enurese noturna;
  • Apneia do sono;
  • Ronco;
  • Bruxismo infantil.

Portanto, conseguir corrigir esse mau hábito é ter uma ferramenta de tratamento adequada para resolver esses problemas em crianças.

Má postura corporal

A respiração bucal exige uma série de adaptações fisiológicas do nosso organismo para suportar esse mau hábito. A boca precisa ficar aberta, a língua muda de posição, a cabeça se adequa e isso gera uma reação em cadeia nos ombros, coluna, joelhos, tórax e até nos pés. 

Portanto, corrigir a respiração de um paciente jovem significa ajudá-lo a retornar a ter uma boa postura corporal ou, pelo menos, eliminar o fator que dá origem a esse problema e permitir que um tratamento mais focado possa ser aplicado.

TDAH mal-diagnosticado

A respiração bucal pode levar ao desenvolvimento de Distúrbios Respiratórios do Sono, maloclusões e uma série de mudanças corporais, como já vimos. Por consequência, respirar pela boca reduz a qualidade do sono, diminui a quantidade de oxigênio no sangue e causa sintomas como falta de memória, dificuldade de focar ou manter a concentração, dificuldade de aprendizado e até depressão e ansiedade.

Esses sintomas também são comuns em crianças e adultos que sofrem de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade. Por isso, não é raro que crianças sejam mal-diagnosticadas com TDAH quando, na verdade, sofrem de outros problemas, sendo uma das possíveis explicações a respiração bucal.

Para se ter uma ideia, o CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças), principal órgão de controle sanitário dos EUA, afirmou que o Transtorno de Déficit de Atenção é a doença mais mal-diagnosticada atualmente.

Por isso, muitas crianças que receberam o diagnóstico de TDAH e estão sendo medicadas para isso podem, na verdade, ter os mesmos sintomas apenas porque respiram pela boca e sofrem com baixa qualidade de sono e falta de oxigênio no corpo.

Pronto! Agora que você já viu como a Odontopediatria é importante para a saúde bucal infantil e a ótima dupla que ela faz com a Odontologia Miofuncional, é hora de procurar por um profissional que combine os dois conhecimentos para atender os seus filhos.Para isso, encontre um especialista em Odontologia Miofuncional próximo de você agora mesmo!

respiração oral, respirador bucal tratamento, respiração pela boca como tratar, respiração nasal, respiração oronasal, respiração oral é sono, síndrome da respiração, síndrome da boca aberta, respiração pela boca como tratar, desatenção, dificuldade de concentração e aprendizagem, escolar, distúrbios respiratórios do sono, Sistema Myobrace®, Odontologia Miofuncional

Acompanhe nossos canais

Receba os melhores conteúdos

Inscreva-se gratuitamente

Blog

Últimos Conteúdos