Você sabe quando deve levar seu filho ao dentista?

Você sabe quando deve levar seu filho ao dentista?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
dentista, hábitos de saúde bucal, atendimento humanizado, alimentação, família, obesidade infantil, quando devo levar meu filho ao dentista, o que o dentista faz na primeira consulta, a importância de levar seu filho ao dentista, dentista para bebê de 2 anos, como preparar meu filho para a primeira visita ao dentista, bebê no dentista, odontologia miofuncional, sistema myobrace

Se você tem ou pretende ter um filho, já deve ter se acostumado com a ideia de que será preciso levá-lo a diversos médicos para cuidar de todos os aspectos da sua saúde. Mas você já pensou sobre a primeira ida ao dentista? 

Embora seja muito importante, essa visita às vezes é adiada pelos pais por pensarem que basta cuidar da higiene bucal em casa ou por terem dúvidas quanto à idade apropriada para a primeira consulta. 

Lembre-se de que o trabalho do dentista vai muito além da escovação e do uso de fio dental: ele irá cuidar de todos os aspectos relacionados à saúde bucal, incentivando boas práticas que irão acompanhar a criança até a vida adulta.

Então, quando começar a cuidar dos dentes de crianças? Vamos esclarecer tudo sobre isso neste artigo, além de falarmos sobre a importância de levar seu filho ao dentista e dar dicas para tornar a visita mais tranquila. 

Quando devo levar meu filho ao dentista?

Pode parecer estranho, mas é importante que durante a gestação os pais visitem o dentista para receber as primeiras orientações quanto à saúde bucal do bebê. 

Após o nascimento, mesmo antes dos primeiros dentinhos surgirem é preciso ter hábitos de higiene, limpar as gengivas e a língua do bebê diariamente. A primeira consulta deve ser feita por volta dos 6 meses de idade.

Você pode estar se perguntando: “se ainda não há dentes, o que o dentista faz na primeira consulta?”. A resposta é simples: o dentista irá orientar sobre as boas práticas de higiene e alimentação, para que sejam mantidas desde antes do nascimento do primeiro dente.

Nesse momento, serão tiradas dúvidas quanto à escolha de escova e pasta de dentes, que devem ser adequadas para as crianças. Os pais descobrirão como cuidar dos dentes da criança da maneira certa, aprendendo a escovar, passar o fio dental e ter uma boa alimentação, evitando alimentos que causam cáries. 

Depois disso, as consultas geralmente são feitas a cada 6 meses, ou sempre que a criança apresentar qualquer problema. Alguns quadros são bastante comuns em crianças e vale a pena ficar atento aos sinais: 

  • Cárie: é causada por bactérias que produzem ácidos que dissolvem os tecidos duros dos dentes, causando cavidades, infecções e dores intensas;
  • Gengivite: é uma inflamação na gengiva que pode causar enfraquecimento dos dentes;
  • Halitose: mau hálito, geralmente causado pela gengivite e placa bacteriana;
  • Gengivoestomatite: infecção causada pelo vírus da herpes, que causa aftas e inchaços nas gengivas.

Se você notar qualquer um desses problemas, leve seu filho ao dentista o quanto antes para avaliar e tratar, evitando maiores consequências. 

Por que levar a criança regularmente ao dentista?

Nas consultas regulares, além de seguir incentivando bons hábitos de saúde bucal, o dentista também acompanha o crescimento dos dentes e dos arcos dentários, mandíbula, etc, e avalia a presença de lesões, risco de cáries, entre outros. Quando necessário, remove tártaro, placa bacteriana e faz restauração, extração, limpeza e exames.

Se engana quem pensa que os dentes de leite não são importantes, já que vão ser substituídos. Eles servem de guia para o bom posicionamento da dentição permanente, além de desenvolverem um papel importante na mastigação e fala. 

Mesmo que os dentes do seu filho aparentem estar saudáveis, é importante levá-lo sempre às consultas de rotina para avaliar. Muitas vezes os problemas têm sinais sutis e passam despercebidos até a avaliação profissional. 

Se a criança vai regularmente ao dentista, pode ser tratada antes que o quadro se agrave. Com isso, na maioria dos casos é possível chegar aos 24 meses (quando a dentição de leite costuma estar completa) com uma boa saúde bucal. 

Como preparar meu filho para a primeira visita ao dentista?

Antes de tudo, é preciso saber que existe um ramo da Odontologia voltado para o cuidado das crianças, a Odontopediatria. Então, quando for agendar a primeira consulta, busque um Odontopediatra, que terá o preparo necessário para fornecer um atendimento humanizado aos pequenos.

Porém, mesmo com o atendimento especializado, esse momento pode ser bastante difícil para as crianças. Para evitar traumas e criar uma boa relação com a saúde bucal, você deve tomar algumas medidas antes da primeira consulta.

  1. Certifique-se de escolher um profissional de confiança e checar as instalações do consultório. O ambiente deve ser enriquecido para entreter as crianças e tornar o atendimento mais leve e divertido, com brinquedos, livros de colorir e cartazes que ilustrem de forma lúdica os instrumentos e procedimentos feitos no consultório. 
  1. Esteja presente nas consultas, tenha paciência e cuidado com a criança. É normal sentir medo e insegurança, mas esses sentimentos podem ser amenizados quando há alguém conhecido por perto para confortar e garantir que tudo ocorrerá bem. 
  1. Faça todas as consultas regulares no tempo indicado pelo profissional. Assim, a criança pode, aos poucos, se acostumar com o ambiente e os procedimentos, criando familiaridade. A ida ao dentista, dessa forma, se tornará parte da rotina e pode até ser um momento divertido. 

Um ponto positivo do Odontopediatra é que ele pode acompanhar a criança enquanto cresce, continuando o tratamento até a vida adulta. Isso porque é formado em Odontologia, portanto, tem os conhecimentos necessários para cuidar da saúde bucal em qualquer idade.

Dessa forma, a criança poderá crescer sendo acompanhada pelo mesmo profissional desde o primeiro dente de leite, passando pela perda do primeiro dente (por volta dos 6 anos) e seguindo até a dentição permanente. 

Uma boa ideia é buscar um Odontopediatra que também trabalhe com a Odontologia Miofuncional, aplicando o Sistema Myobrace®. Essa filosofia de tratamento busca acabar com os maus hábitos miofuncionais, que interferem no desenvolvimento saudável da criança, como usar chupeta e respirar pela boca.

Ao contrário de outros tratamentos, o Sistema Myobrace® pode ser usado em crianças a partir de 3 anos, garantindo um tratamento mais ágil e eficaz, antes que os problemas piorem e causem mais prejuízos.
Se você quer saber mais sobre a Odontopediatria e a Odontologia Miofuncional, procure um especialista! Clique aqui e encontre o especialista Myobrace® mais próximo de você.

dentista, hábitos de saúde bucal, atendimento humanizado, alimentação, família, obesidade infantil, quando devo levar meu filho ao dentista, o que o dentista faz na primeira consulta, a importância de levar seu filho ao dentista, dentista para bebê de 2 anos, como preparar meu filho para a primeira visita ao dentista, bebê no dentista, odontologia miofuncional, sistema myobrace

Acompanhe nossos canais

Receba os melhores conteúdos

Inscreva-se gratuitamente

Blog

Últimos Conteúdos